sexta-feira, 3 de junho de 2011

Por Elise - Grupo Espanca

desidratei de tanto chorar
ri de desespero
e agora escrevo compulsivamente.

... por fim vejo que estou cuidando do que estou plantanto, planto poesia.
sei que os frutos que por ventura vierem a cair, podem não ser tão doce quanto desejo, mas serão frutos. Frutos do meu plantar.

estou cuidando de sentir muito e me envolver sempre.
lamento é só o que posso sentir, por quem tem passado tentando ser meio, 
se vangloriando por não envolver, e sendo pedaço, tem a desculpa para não ser inteiro e não cuidar de mim nem do outro.
so lamento e choro.
mas eu reforço minha levada
de estar inteira
sempre
sentindo

mesmo que o fruto que por ventura venha a cair não seja tão doce quanto eu espero.