terça-feira, 21 de junho de 2011

aos homens da minha vida

assumo toda responsabilidade pelas escolhas que fiz
se fiz algumas erradas.


alguns homens passaram pela minha vida de coração aberto:
se interessaram, me curtiram 
(alguns me amaram), descurtiram e não me esqueceram
esses nunca deixaram de me amar
pois uma vez amado - eterno amor.
aos que só curtiram - esses sim podem simplesmente descurtir
o importante e que estes entraram e saíram a minha vida de coração e olhos abertos.
a esses meu eterno amor, carinho ou curtição.


os outros já passaram de olhos fechados.
pisando em flores e poesias
se interessaram, me curtiram 
(nenhum desses me amou - com certeza) 
e me esqueceram.
a diferença foram os olhos fechados.
a esses meu eterno carinho.


ao último homem que passou na minha vida 
[um romance que começou com páginas arrancadas de um livro]
esse nunca vou saber sobre seus olhos, pois ja consegui o livro, colei as páginas arrancadas e coloquei na estante. 
Na minha estante na parte de meus queridos!



por este com certeza escreverei meu primeiro livro.
poesia, um livro para se arrancar páginas, com carinho, afeto e cuidado.

assumo toda responsabilidade pelas escolhas que fiz

pesando bem 
acho que não fiz nenhuma escolha errada.

amar, gostar curtir sempre vale pena
"se a alma não é pequena"
Fernando Pessoa

.