sábado, 19 de março de 2011

querendo ser lua

sai de floresta, indo pra santa tereza,
sei que a lua nasce no caminho da santa.
tive que sair do meu caminho para ve-la.

tive que dar voltas até encontrar o seu nascedouro.
se não fossem as buzinas e o barulhinho do MacDonalds, eu estaria no Olympo, presenciando o renascimento de um deus.

Vem a Lua,
Firme, delicada e decidida 
no seu tempo que é crescente.
Não espera
Não volta
Não olha pra trás.
Ela vai, segue seu curso.
Vi a Lua, sozinha
Mais uma vez.
Bonita é (e) a Lua
juntas
nem me atrevo a perguntar por que ela está sozinha no céu.
acho que é porque sei a resposta.